Um dos destinos brasileiros que mais agradará os amantes da natureza é a cidade de Capitólio. Ela está localizada no estado de Minas Gerais a pouco menos de 300 quilômetros da capital Belo Horizonte. Aos pés da Serra da Canastra, o município é rodeado por cânions, cachoeiras, lagos e muito mais. Sendo assim, vamos te ajudar a descobrir o essencial sobre o que fazer em Capitólio.

É importante que quem for visitar Capitólio tenha em mente que as grandes atrações estão espalhadas pelas redondezas da cidade, logo, a melhor maneira para se deslocar por lá é através de carros. Entretanto, não é impossível fazer uma viagem para Capitólio sem carro, tendo em vista que na cidade existem diversas agências de turismo que oferecem passeios.

Outro detalhe sobre a cidade é que ela ainda está se adaptando ao fluxo turístico, logo, não é muito fácil achar bancos ou caixas eletrônicos por Capitólio. Além disso, não são todas as atrações turísticas, especialmente as que envolvem natureza, que aceitam cartões então a dica é planejar seu roteiro antecipadamente e levar uma quantidade de dinheiro em espécie que cubra seus gastos.

O que fazer em Capitólio:

Passeio pelo Lago de Furnas

Os passeios pelo Lago de Furnas geralmente saem da ponte do Rio Turvo e lá mesmo podem ser comprados os ingressos. O turista dispõe de três modalidades para realizar o percurso: chalana, catamarã ou lancha. Recomendamos que o turista opte pela lanche já que, apesar de que o catamarã e a chalana possuam preço mais em conta, o passeio demora mais e não consegue acessar todos os pontos que a lancha é capaz.

A ponte do Rio Turvo fica à 15 quilômetros da cidade, na rodovia estadual MG 050 no sentido Passos.

O trajeto da lancha percorre as águas esmeralda do Lago de Furnas e visita diversas locações turísticas, tais como a Cachoeira Lagoa Azul, o Vale dos Tucanos, um bar flutuante, a Cachoeira Cascatinha e o Mirante dos Cânions. Durante o passeio, é possível entender o porquê de o local ter apelido de “Mar de Minas”, já que se estende até onde os olhos podem enxergar, o que é singularmente impressionante levando em conta que o Lago de Furnas é uma obra artificial.

Complexo Lagoa Azul

A Cachoeira Lagoa Azul e o Aquabar, bar flutuante, fazem parte do complexo das Pousadas Lagoa Azul. Sua visitação é gratuita para os hóspedes da pousada e é aberta para o público de fora, mediante o pagamento de uma taxa de preservação do patrimônio ambiental. A cachoeira, uma das mais procuradas na região, é formada por algumas quedas d´água que se transformam em lindas piscinas naturais de águas cristalinas.

Mirante dos Cânions

Além disso, a lancha oferece uma visão privilegiada do Mirante dos Cânions passando por dentro da formação rochosa. É interessante, além de passar por lá de lancha, que o turista faça a trilha até o mirante para ter duas visões completamente diferentes do cartão postal da cidade. O local fica no quilômetro 312 da rodovia MG 050 e o acesso é fácil, entretanto, deve-se tomar cuidado pois a segurança é relativamente precária e existem várias pedras soltas que podem gerar acidentes.

O que fazer em Capitólio

Cânions do Lago de Furnas. Foto por: Diogo Henrique Costa

Cascata Eco Parque

O Cascata Eco Parque faz parte de uma área particular que abriga várias cachoeiras e piscinas naturais. Além disso, oferece serviços como hospedagem, camping e estacionamento para aqueles que desejarem usufruir da natureza do local. Sua infraestrutura também conta com restaurante e lanchonete. Por ser um espaço privado é cobrada uma taxa para visitação que é convertida em preservação e manutenção da natureza local.

Trilha do Sol

Quem quiser se aventurar por uma trilha de quase 4 quilômetros de comprimento e com muitas cachoeiras lindas deve conhecer a Trilha do Sol. Mais do que só uma trilha, o parque ecológico Trilha do Sol conecta o turista com as famosas cachoeiras do grito e no limite e também, a atração mais procurada por lá, o poço dourado. Para entrar no parque é cobrada uma taxa revertida na preservação do local no valor de R$45,00.

O trajeto percorrido pode ser definido pelo visitante, mas a recomendação dos próprios guias do local é que independente do roteiro escolhido, o Poço Dourado seja visitado entre meio dia e uma hora já que nesse momento o Sol está no seu pico e seu aspecto “dourado” fica mais evidente.

O que fazer em Capitólio

Poço Dourado no Parque Trilha do Sol. Foto: Divulgação/Prefeitura de Capitólio

Paraíso Perdido

Uma das atrações mais procuradas em Capitólio é o Paraíso Perdido. O nome sugestivo é uma dica de o que o visitante vai encontrar lá, natureza abundante que encantam os olhos de quem vê. Ao visitar o turista tem opção de fazer uma trilha rio acima passando por diversos poços, incríveis 18 piscinas naturais e 08 quedas d’água.

O Paraíso Perdido de Capitólio não está tão perdido assim já que está a em torno de 40 quilômetros de distância da cidade e o caminho é bem sinalizado para o turista. O local conta com restaurante, área de camping, banheiros e estacionamento, tudo pensado para você aproveitar ao máximo o tempo lá. Para entrada é cobrado uma taxa única referente ao dia inteiro de R$40,00 e é importante ressaltar que lá não são aceitos cartões.

Facebook Comments

Receba dicas para viajar sem crise!

Cashback na reserva de hotel